Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/system/piwik/piwik.php on line 71
Associação dos Geógrafos Brasileiros - ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA AGB – SÃO PAULO – 18/10/2014
Página PrincipalAtas das RGCsATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA AGB – SÃO PAULO – 18/10/2014

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/content/jw_ts/jw_ts.php on line 43

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/content/jw_ts/jw_ts.php on line 44

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA AGB – SÃO PAULO – 18/10/2014

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA AGB

SÃO PAULO – 18/10/2014

 

 Comissão Organizadora da Assembleia Geral Extraordinária da AGB: Eduardo Carlini (AGB-São Paulo), Lara Schmitt Caccia (AGB-Porto Alegre) e Paulo Alentejano (AGB-Rio de Janeiro).

1. Abertura

 

  • Leitura da convocatória da Assembleia Extraordinária da AGB pela Comissão Organizadora da Assembleia.

Convocatória da Assembleia Extraordinária da AGB:

Diante da inexistência de Chapa para a eleição da Diretoria Executiva Nacional da AGB para o biênio 2014-2016, a Assembleia Geral Ordinária realizada em Vitória no dia 16 de agosto de 2014, com fundamento no artigo 65, combinado com o artigo 16 e seguintes do Estatuto da AGB, deliberou pela convocação de Assembleia Geral Extraordinária para o dia 18 de outubro de 2014 às

14h na Sede da AGB, na Universidade de São Paulo (USP), em São Paulo-SP, na (Av. Lineu Prestes, 338 – Geografia/História – Cidade Universitária).

Os associados presentes à Assembleia do dia 16 de Agosto de 2014 deliberaram que a Assembleia

Geral Extraordinária do dia 18 de outubro de 2014 terá três pontos de Pauta:

1. Eleição da Diretoria Executiva Nacional da AGB para o biênio 2014-2016;

2. Eleição do Representante da AGB no Sistema Confea-Creas;

3. Sede do 18º Encontro Nacional de Geógrafos.

 

Por fim, os associados presentes indicaram os associados Eduardo Carlini (AGB-São Paulo), Lara

 

Schmitt Caccia (AGB-Porto Alegre) e Paulo Alentejano (AGB-Rio) para compor a Comissão que organizará a Assembleia Geral Extraordinária do dia 18 de outubro próximo.

 

São Paulo, 18 de Agosto de 2014.

 

 

2. Eleição da Diretoria Executiva Nacional da AGB para o biênio 2014-2016;

 A Comissão comunicou o Plenário que até o início da Assembleia nenhuma chapa havia se apresentado e, portanto, consultou o plenário sobre a presença de alguma chapa para concorrer à gestão da Diretoria Executiva Nacional da AGB para o biênio 2014 – 2016.

O associado Márcio Cataia manifestou-se, fazendo a leitura do programa de trabalho propostos pela chapa (Anexo I) e em seguida apresentou a nominata.Nominata:

 

Presidente: Márcio Cataia (AGB Campinas)

Vice-Presidente: Nelson Rego (AGB Porto Alegre)

1ª Secretária: Natália Freire Bellentani (AGB São Paulo)

2º Secretário: Thalismar Gonçalves (AGB Vitória)

1º Tesoureiro: Flávio Palhano (AGB Vitória)

2º Tesoureiro: Felipe Ricardo Lopes (AGB Belo Horizonte)

Coordenador de Publicações: Renato Emerson do Santos (AGB Rio de Janeiro)

Auxiliar de Coordenador de Publicações: André Pasti (AGB Campinas)

Comunicação: Lara Schmitt Caccia (AGB Porto Alegre)

Articulação dos GT's: Gabriel de Melo Neto (AGB Catalão) e Luiz Henrique (AGB Viçosa)


Após nova consulta ao Plenário, verificou-se a inexistência de outra chapa e a mesa abriu para a manifestação dos presentes:

 Eduardo Carlini – Destacou o processo de construção dessa chapa, diferente em relação aos processos eleitorais anteriores, no sentido do tempo de amadurecimento do grupo e das propostas de gestão.

 Tiê – Reforçou a fala anterior, e questionou como poderíamos fazer para que o processo de composição de chapa não aconteça sempre de última hora.

 Gilberto – Refletiu sobre a importância de repensar a trajetória política da AGB e o esvaziamento político da entidade que tem um importante papel no protagonismo na luta contra o academicismo e pela formação política dos geógrafos. Apontou a necessidade de pensarmos nas políticas da entidade a partir da prática das Locais e com diálogo mais constante entre elas.  O fortalecimento das construções políticas das Locais é fundamental para reverberar na atuação da Nacional.

 Renato Emerson – Considerou que parte do esvaziamento político da AGB se dá pelas forças internas e outras externas à própria AGB. Como fortalecer as Locais e superar as dificuldades de manter uma dinâmica de debate e sistematização de informação? Abordou a burocratização dos regimentos de atuação, por exigências dos departamentos, das secretarias, das agências de fomento, etc, e chamou a atenção para o desafio de manter uma relação plural e global, a unidade na diversidade da geografia. Como combater o anti-agbeanismo? É necessário fortalecer as Locais para desburocratizar o debate político da entidade. Ressaltou o processo maduro de composição da chapa, e que as propostas reforçam o caminho que a entidade já pratica: avaliação crítica do que se vem fazendo e repensar a atuação.

 Gabriel – Na AGB há uma tentativa de enquadrá-la em um parâmetro institucional. O esvaziamento seria por conta da visão equivocada de que a AGB é uma entidade meramente classista. Devemos nos reconhecer enquanto uma entidade plural, e por isso a importância da compreensão do processo histórico da AGB. Não vê o esvaziamento político da AGB, apenas uma tentativa de enquadrar a entidade. Temos que superar o paradigma do enquadramento.

 Marcio Cataia – Ressaltou o produtivismo que já é oferecido logo no primeiro semestre da graduação. Na contramão disso o comprometimento da AGB é com a construção coletiva do conhecimento e a transformação da sociedade.

 

Sem mais inscritos foi aberta a votação.

Como resultado tivemos a aprovação da nova chapa por contraste visual.

A Assembleia Geral Extraordinária da AGB deliberou que a chapa inscrita foi eleita para a nova gestão da Diretoria Executiva Nacional da AGB, para o biênio 2014 – 2016.

 

2. Eleição do Representante da AGB no Sistema Confea-Creas;

A Comissão consultou o plenário sobre a presença de algum associado candidato para o cargo de representante da AGB no Sistema Confea – Creas.

A associada Janaína Chudzik, indicada pela AGB Seção Local Maringá, leu a ata da assembleia em que seu nome foi indicado para a candidatura.

Após o anúncio a mesa abriu para consulta e intervenções do plenário:

 

Márcio Cataia – Destacou que a representação política deve ser de reafirmação da posição da AGB frente ao CREA e não ao contrário.

Gilberto – Analisou a dimensão da representação da AGB e a ingerência do CREA nas universidades, considerando um espaço político importante para posicionar o pensamento da AGB sobre o papel do geógrafo e a visão reducionista que o sistema tem do geógrafo.

Gustavo Olesko – Questionou a candidatura, uma vez que a associada Janaína, indicada pela Seção Local Maringá, também é associada da Seção Local Curitiba.

Paulo Alentejano – Reforçou a ideia de que o candidato deve ter como princípio a luta pelos interesses de todos os geógrafos – na acepção ampla que a AGB tem - e não os interesses de uma parte desses que historicamente buscam controlar o mercado de trabalho e insistem em determinar o currículo dos cursos de Geografia a partir do Sistema.

Gabriel -  Também reforçou a ideia de que o papel do representante deve ser levar o posicionamento da AGB para o Sistema.

A Comissão consultou novamente o plenário, e o associado Nelson Rego manifestou a sua candidatura.

A mesa abriu dois minutos para as falas de defesa dos candidatos:

Janaína Chudzik - Falou de seu histórico de participação na AGB e sobre o seu conhecimento do funcionamento do sistema. Fez uma crítica à ausência de resposta dos últimos representantes da AGB no Confea/Crea.

Nelson Rego – Considerou que o CREA não reconhece mais a AGB como uma entidade que tem direito a voto dentro da entidade, neste sentido, avaliou que o papel do representante é repassar o que acontece dentro do sistema para a AGB e levar ao Sistema o que a AGB pensa. Acredita que se deve consultar as Seções Locais sobre o posicionamento em relação ao assunto, que por sua vez deve ser debatido junto ao GT de Assuntos Profissionais.   

 

Foi aberta a votação e como resultado tivemos:

Janaína - 2 votos

Nelson - 33 votos

9 Abstenções

 

Como deliberação da Assembleia, com 33 votos, o associado Nelson Rego, da AGB Porto Alegre, foi eleito Representante da AGB no Sistema Confea-Creas.

 

A associada Janaína se candidatou, na sequência, ao cargo de suplência do Representante da AGB no Sistema Confea-Creas.

 

Foi aberta a votação e como resultado tivemos:

Favoráveis - 12 votos

Contrários - 20 votos

11 abstenção

Como deliberação da Assembleia, com 20 votos contrários, 12 votos a favor, e 11 abstenções, a vaga de suplente do Representante da AGB no Sistema Confea-Creas não foi preenchida.

 

3. Sede do 18º Encontro Nacional de Geógrafos.

Não houve proposta de sede para o 18º ENG. Encaminhou-se um chamado para que as Locais debatam a possibilidade de sediar o próximo ENG e apresentem propostas na próxima RGC em Viçosa/MG.

 

4. Outros assuntos

  • Fala Professor 2015 em Catalão:

Raul, Edson, Paulo e Gabriel, da Seção Local Catalão, apresentaram um pré-projeto, com o objetivo de dar os passos iniciais para recuperar o histórico dos últimos “Falas”. A proposta deverá ser apresentada na próxima RGC em Viçosa. Uma das centralidades do evento deverá ser o contexto das lutas pela educação e a contestação dos indicadores de educação. A Seção Goiânia pontuou o apoio ao Fala Professor demonstrando a necessidade de apresentar a situação da precariedade da educação no Centro-Oeste. Fala Professor como um espaço de mobilização nacional por uma educação que hoje não se apresenta.

 

  • Data da próxima RGC Viçosa:

Diante da ausência de algum representante de Viçosa, foi definido o indicativo de duas datas: 05, 06 e 07 ou 12, 13 e 14 de dezembro a ser confirmado com a Seção Local Viçosa. A definição será encaminhada junto com a convocatória ao agbinterseções.

 

 Atenciosamente,

Comissão Organizadora da Assembleia Geral Extraordinária da AGB.

Eduardo Carlini (AGB – São Paulo)

Lara Schmitt Caccia (AGB – Porto Alegre)                                                                 

Paulo Alentejano (AGB – Rio de Janeiro)

 

 

 

 

 


Anexo I

 

Programa de Trabalho apresentado pela chapa eleita na

Assembleia Geral Extraordinária da AGB, em São Paulo – 18/10/2014

 

 O período em que vivemos atualmente, caracterizado por muitos como um momento novo na história da humanidade, autoriza em sua vertente técnica, o desenvolvimento de uma extensa e aprofundada conexão entre lugares e pessoas, que tem como corolário um maior volume e densidade dinâmica da divisão social do trabalho nas cidades e no campo. O objeto ou campo de pesquisa da geografia, o espaço (brasileiro), vem passando por significativas transformações recentes e que tem desafiado toda comunidade geográfica a interpretá-lo, e, mais desafiador ainda, propor novas formas de convivências que permitam federar e incorporar grupos e classes sociais historicamente subalternizados. Vocalizar esses grupos e classes, em nossa forma de entender, e uma das tarefas centrais colocadas às forças políticas comprometidas com a teoria/prática social crítica. Numa perspectiva geográfica o filtro, ou olhar de nosso trabalho, passaria pela práxis do território, ou seja, dos sujeitos, das personas que, em seu cotidiano, no campo e nas cidades, praticam o seu pedaço, o seu chão como lugar de todas as coexistências.

 Essa vocalização já vem sendo construída pela AGB especialmente quando tem como proposta muito clara, e que aqui é reafirmada, a incorporação dos movimentos sociais em sua estrutura analítica, o que tem permitido a apresentação de outros mapas, outros territórios que não aqueles hegemônicos. Essa apresentação fica muito clara pelas temáticas escolhidas para os ENGs e pela militância de seus sócios e Seções Locais. Também ela é evidenciada por textos, resultados de pesquisas, que são apresentados nos ENGs. As ATAS das RGCs são documentos valiosos que comprovam esse compromisso da AGB. Ocioso seria descrever o compromisso histórico da AGB com as lutas sociais e seu entendimento e transformação.

 Em nossa forma de entender vivemos um duelo fundamental e que, de forma analítica poderia ser incorporado no próximo biênio, em um campo político mobilizador dos geógrafos e geógrafas (formados e em formação). De fato (dois casos paradigmáticos), as reformas urbanas e agrária têm sido secundarizadas por forças conservadoras que neste momento tomaram maior vulto na composição do Congresso Nacional, e isso vai exigir posicionamentos e disputas na escala nacional (e comunicação na escala latino-americana). O desafio estaria colocado em apresentar “outros territórios, outros mapas”, ou seja, o Brasil que é ignorado, o Brasil que é invisibilizado pelas forças hegemônicas.

 Logo, o papel histórico da AGB demanda, no presente, a colaboração no debate sobre o território brasileiro incorporando os lugares e os sujeitos sociais cujas existências e práticas, apesar de serem muitas vezes sistematicamente desconhecidas, são fundamentais. A compreensão das forças desestabilizadoras dos nexos sociais e territoriais (os agentes do mercado e da política institucional) e a incorporação e valorização das distintas forças de resistência atuais (rurais, urbanas, culturais, políticas, econômicas, pedagógicas) constitui-se em um eixo norteador de pesquisas, trabalhos e discussões para colaborar, a partir dos afazeres dos geógrafos e geógrafas, com novas formas de pensar a constituição do território brasileiro.

 A proposta da constituição desse campo político para o biênio 2014/2016 envolve ações práticas:

 

Tesouraria 

  • Fortalecer as deliberações do Fórum de Política Financeira (São Gonçalo, 2012); 
  • Realizar diagnóstico financeiro da DEN e das Seções Locais; 
  • Reavaliar, a partir da condição objetiva da Entidade, o apoio à participação das Seções Locais nas RGCs, bem como o apoio aos movimentos sociais.

 

Publicações 

  • Fortalecer as deliberações do Fórum de Editores realizado no VII CBG (Vitória, 2014); 
  • Retomar a discussão da política de intercâmbio da Revista Terra Livre; 
  • Criação do Sítio-Web da Terra Livre Eletrônica no SEER, contemplando as publicações das Seções Locais.

 

Comunicação 

  • Socializar as informações das Seções Locais e dos GTs por meio do Website da AGB; 
  • Retomar a proposta da construção de uma mala direta da Entidade para os segmentos: instituições Acadêmicas, instituições Públicas, Movimentos Sociais, Sindicatos, mídia em geral e outras entidades que se relacionem à temática geográfica; 
  • Retomar o informativo “AGB em Debate”.

 

GTs 

  • Fortalecer as Deliberações dos Fóruns de GTs; 
  • Sistematizar o acúmulo histórico dos GTs das Seções Locais e das Articulações Nacionais de GTs.

 

Eventos 

  • Fala Professor 2015; 
  • ENG 2016. 

História da AGB


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/content/jw_ts/jw_ts.php on line 43

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/content/jw_ts/jw_ts.php on line 44

Docs / SupportAqui você pode encontrar um pouco mais sobre a história da AGB e sua ata de fundação.

Leia mais...

Legislação / Estatuto


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/content/jw_ts/jw_ts.php on line 43

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/content/jw_ts/jw_ts.php on line 44

Docs / SupportVeja aqui a legislação que regulamenta a profissão de geógrafo, o estatuto da AGB e como criar uma Seção Local da AGB.

Leia mais...

Contato


Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/content/jw_ts/jw_ts.php on line 43

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/content/jw_ts/jw_ts.php on line 44

icon-contatoAqui você pode verificar os meios para entrar em contato com a AGB.

Saiba mais aqui...

Free business joomla templates